O Cantinho da Bó Fá é um espaço dedicado aos meus tesouros. São a minha vida. Vivo "deles" e para eles. Aqui pretendo transmitir as alegrias de ser avó. Y otras cositas más...

.historias recentes

. 6 meses de uma saudade im...

. Parabéns meu Pai!!!!

. Carta para o meu Pai

. Não está fácil... não mes...

. Até quando esta dor?

. Não são boas as noticias

. ...

. Para variar...

. Do fim de semana...

. Da escola...

.O que para aqui vai...

. Janeiro 2014

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Algo totalmente diferente...

... do aqui se fala e que me deixou profundamente revoltada.

Antes de mais quero dizer que acho justo a atribuição de subsidios. Mas controlados e vigiados. A ter sido assim, se calhar hoje evitava-se termos uma Segurança Social falida e que, de segurança não tem nada e de social ainda tem menos.

Posto isto vou relatar o motivo da minha revolta. Estava na Segurança Social á espera de ser atendida quando sai de lá uma sra de etnia cigana. Dirigiu-se á pessoa que com ela tinha vindo e diz-lhe "Era só para saberem ao certo quanto é que eu já recebi este ano. Com o computador dá 15.000 mais coisa menos coisa".

WTF??? Num país onde a maior parte dos trabalhadores TRABALHAM, para ganhar a porcaria do ordenado minimo e repito, TRABALHAM de manhã á noite, com sol, chuva, frio, transportes á pinha, a comer mal e porcamente, com os filhos "desacompanhados". Que depois de um dia de TRABALHO chegam a casa cansados, molhados, frios, a transpirar, cheios de cheiros dos outros, sem paciência para os seus filhos, e levam para casa pouco mais que 1/3 que leva esta familia que está em casa e que, ao contrário do TRABALHADOR que tem que pagar a sua casa, a eles lhe foi atribuída por uma qualquer junta de freguesia. Que, ao contrário do TRABALHADOR, vive sem preocupações de horários, de transportes para apanhar a correr, do frio ou chuva que possa estar na rua, do calor insuportável que não o deixa respirar?

Mas que raio de democracia é esta, onde, para darem a estes parasitas, "roubam" o direito ao abono, aos filhos de quem sustenta esta sanguessugada toda?

Note-se que não falo só de pessoas de etnia cigana, mas de todos que vivem á sombra de RSI e outros que tais, e andam de café em café (falo do que sei, pois vejo-o(a)s diariamente) e cuja única preocupação é ir buscar os filhos á creche que, ao contrário do TRABALHADOR, também não pagam e não deixar acabar o tabaco.

F**a-se para tal justiça democrata!!!

 

Pronto, já desabafei...

Peço desculpa se alguém se sentiu ofendido.

 


publicado por Fá às 09:21

link do post | Vá...comentem | favorito
|

10 comentários:
De energia-a-mais a 26 de Novembro de 2010 às 12:58
a mim também revolta, tanto mais que tenho conhecimento de muitos casos, porque acompanho algumas situações duma associação local de solidariedade, em que as pessoas vão buscar cabazes de ajuda, têm subsídios e tudo mas passam a vida nos cafés, compram telemoveis topo gama para os filhos levarem para a escola...enfim!
só com muito cuidado na atribuição dessa ajuda e muito rigor (sério, não de cunhas!) se conseguia controlar isto...porque existem pessoas que de facto precisam!
beijinhos muitos, bom fsd


De a 26 de Novembro de 2010 às 16:13
Claro que sim, há pessoas que precisam e devem ser subsidiadas. Mas o que se deve, essencialmente, é ter muito cuidado com as atribuições. De contrário temos um país de subsidio-dependentes que "ganham" mais se ficarem em casa.
Beijinhos e bom fim de semana


De diarioarev a 26 de Novembro de 2010 às 15:27
Há pessoas que conseguem viver assim... (então não! ) sem se ralarem com a vida, infelizmente é cada vez mais o pão nosso de cada dia neste país e á descarada, uma vergonha, e ainda por cima reclamam! Quem trabalha é que se lixa.
Bjos


De a 26 de Novembro de 2010 às 16:21
Eu também penso assim. Detesto injustiças e acho muito injusto que se dêem subsidios a "torto e a direito" a quem nunca fez nada na vida e venham agora retirar um misero abono a quem toda a vida trabalhou e descontou. Eh pá, acho mal, pronto.
Uns trabalham e outros vivem, á grande, á conta desse trabalho.
Beijinhos


De geriatriaaminhavida a 26 de Novembro de 2010 às 17:44
Minha querida como compreendo a tua revolta.
Penso exacatmente como tu.
Durante dois anos observeio o dia a dia de um acampamento cigano(observava da minha casa).
As mulheres faziam a comida lavavam alguma roupa a outra era usar e deitar fora, pois recebiam carradas de roupa. Alguma ia directamente para a fogueira. Os homens não faziam nada. Ou melhor vendiam droga à descarada de todos.
Como a coisa estava a tornar-se revoltante a camara resolveu dar-lhes casas e lá foram eles.
Agora o problema ainda é maior, pois foram viver paredes meias com outras pessoas sem ser da sua etnia e claro deu confusão.
Eles não cumprem as regras de viver em sociedade.
Continuam a receber os grandes subsidios e a fazer a vida dos que lá vivem num inferno.
Não digo que seja contar a serem ajudados, mas para isso têm de saber viver em sociedade.
Beijinhos


De a 26 de Novembro de 2010 às 17:58
Não se trata de ser contra ou favor. Trata-se de justiça. Trata-se de atribuir subsidios a quem precisa. Não a "torto e a direito". Quer dizer andam uns a trabalhar, e mal pagos, e outros a viver à grande, com subsidios maiores que os ordenados de quem trabalha? Ridiculo...
Subsidios sim, mas atribuídos com justiça.
Beijinhos


De mimi a 29 de Novembro de 2010 às 10:50
Ah pois...e não ouviste o que ouvi eu há uns tempos, numa feira: " Se amanhã voltar a fazer 250€ , mais vale ficar em casa..aiiiii "
É assim sim sr....é assim que se vive no país dos rodinhas...!


De a 29 de Novembro de 2010 às 15:12
Mas tu já viste isto?! Anda uma pessoa ao frio, á chuva, ao calor, a engolir autenticos "elefantes", e no fim ainda recebe menos do quem está em casa, no quentinho????
Pois claro se lho levam a casa para quê perder tempo por causa de uns "míseros" 250 €?
Não há pachorra...


De osmeuspestinhas a 29 de Novembro de 2010 às 17:11
Também concordo plenamente devia haver mais fiscalização nesse sentido e não atribuir assim subsdios com facilidade
bjs


De a 29 de Novembro de 2010 às 18:10
Então não é? É um absurdo. E um convite à preguiça e à boa vida. Quem é que não gosta?
É como eu já disse, não sou contra, porque ninguém sabe o dia de amanhã. Por isso, atribuir sim, mas com conta, peso e medida.
Nisso como noutras coisas, tipo baixas fraudulentas e efins, se se tivesse investido mais na fiscalização, ter-se-iam poupado uns largos milhões.
Mas este é o país que temos. Fazer o quê?


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.As nossas visitas

free counter
free counter

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds