O Cantinho da Bó Fá é um espaço dedicado aos meus tesouros. São a minha vida. Vivo "deles" e para eles. Aqui pretendo transmitir as alegrias de ser avó. Y otras cositas más...

.historias recentes

. 6 meses de uma saudade im...

. Parabéns meu Pai!!!!

. Carta para o meu Pai

. Não está fácil... não mes...

. Até quando esta dor?

. Não são boas as noticias

. ...

. Para variar...

. Do fim de semana...

. Da escola...

.O que para aqui vai...

. Janeiro 2014

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Carta para o meu Pai

 

 

 

 Meu amado Pai,

 

Hoje decidi escrever-te. Para te falar de mim. Só de mim e das saudades imensas que tenho de ti.

Sabes que te amo Pai, só lamento não te ter dito mais vezes.

Espero que tu, onde estiveres, estejas bem. Que já não estejas a sofrer... Quem me dera saber... Mas sabes como eu sou egoísta, não sabes? Queria-te cá mesmo assim, a sofrer. Perdoa este meu egoísmo Pai. Mas sinto tanto a tua falta. Saber que quando chego a tua casa tu não estás lá para me receber...

Saber que nunca mais te vou fazer rir quando contava aquelas anedotas picantes, malandras e tu baixavas os teus lindos olhos azuis e sorrias. Eu era a tua filha "amalucada", devias pensar. Mas eu sabia o quanto tu precisavas de sorrir. E fazia tudo para te ver feliz. O teu sorriso iluminava o meu mundo, que agora é triste como o noite mais escura. Sinto tantas saudades tuas...

E agora, quem é que me vai mandar embora quando a tarde cai? Quem é que vai ralhar comigo por andar a conduzir de noite?

Sei que te desiludi e peço-te desculpa, Pai. Sabes que sempre fui impulsiva. Mas amo-te acima de qualquer dúvida e tu sabes.

Ontem, como sempre, fui lá visitar-te. E não gostei nada, nada mesmo digo-te já. Foi a primeira vez que lá vi a tua fotografia e foi como se me dessem um murro no estômago. Mas tu deves ter visto. Não é justo Pai. Não é justo.

E eu que tinha tanto para te contar, agora não consigo. Apenas penso na falta que me fazes, Nas saudades que aumentam a cada dia. Ás vezes penso que não vou aguentar. Ajuda-me Pai...

 

Por hoje fico por aqui.

 

Daqui até ao Céu, vai o meu amor, o meu beijinho, o meu abraço apertado.

 

Amo-te Pai

 

 

 

 


publicado por Fá às 19:38

link do post | Vá...comentem | ver comentários (6) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.As nossas visitas

free counter
free counter

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds