O Cantinho da Bó Fá é um espaço dedicado aos meus tesouros. São a minha vida. Vivo "deles" e para eles. Aqui pretendo transmitir as alegrias de ser avó. Y otras cositas más...

.historias recentes

. 6 meses de uma saudade im...

. Parabéns meu Pai!!!!

. Carta para o meu Pai

. Não está fácil... não mes...

. Até quando esta dor?

. Não são boas as noticias

. ...

. Para variar...

. Do fim de semana...

. Da escola...

.O que para aqui vai...

. Janeiro 2014

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

Lilypie Kids Birthday tickers
Lilypie Kids Birthday tickers
Terça-feira, 30 de Junho de 2009

30 de Junho

 

 

Hoje é o dia do teu aniversário...

Um dia que deveria ser de felicidade como foram tantos dias 30 de Junho.

Mas tu já não estás cá. Já não ris conosco... já não brincas conosco. 

Lembras-te daquelas anedotas malucas que me mandavas para o telemóvel? Lá estão a lembrar-me da pessoa alegre tu eras. Apagá-las? Jamais. Assim como o teu endereço de mail e no msn. Não consigo. Estupidamente acho que é uma forma de te manter neste nivel, mesmo sabendo que já o deixaste. Não deixas nunca de habitar o meu coração.

 

Daqui ao céu, um beijo enorme da madrinha

 

sinto-me: Com saudades
tags:

publicado por Fá às 10:05

link do post | Vá...comentem | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

Eu e as gafes, ou...

 

... eu a minha grande boca

 

 

 

             

                                   

         (Imagem copiada da net)

 

 

Este fim de semana em conversas com amigos lembrámos de gafes que cometemos. Algumas bem hilariantes, outras despropositadas, outras ainda constrangedouras.

Lembrei-me de dois casos que acontecerem comigo e que na altura me deixaram coberta de vergonha, mais vermelha que um tomate maduro.

Uma vez foi numa loja de artigos para a casa, perto do meu trabalho. Fui lá comprar uns cortinados, varões e respectivas muletas.

Pergunta-me o senhor "as muletas, quer das compridas ou das médias?". Respondo eu:  "das médias que em minha casa o pessoal é todo grande". Lembrei-me então na altura do Sr e pedi logo ali um buraco para me enfiar. É que o Sr era tão baixinho, mas tão baixinho...enfim. Devo ter gaguejado sei lá o quê, mas ele, imperturbável, recebeu e pronto. Eu saí dali quase a correr. E depois vê-lo todos os dias, como já disse era ao pé do escritório, sentia-me mesmo mal.

Outra vez foi na escola de condução. No código passei à primeira, mas na condução chumbei. Chego à escola para marcar novo exame e estava lá um sr, cujo nome já não me lembro, que andava comigo também a tirar a carta, e pergunta-me: "então D. Fátima, como é que isso vai? Está quase?" Resposta minha: "nem me diga nada que a coisa está preta". Oops. É que o Sr era de cor. Ele continuou a falar, decerto percebeu que ali não havia qualquer conotação racial da minha parte. Mas podem imaginar como é que eu me senti. Mais tarde falei com a dona da escola sobre isto e ela tranquilizou-me.

 

Mas são situações engraçadas, quando vistas à distancia, porque na altura...

 

sinto-me: na altura
tags: ,

publicado por Fá às 11:15

link do post | Vá...comentem | ver comentários (8) | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Do Ruben...

 

Tem estado comigo esta semana.

Durante o dia faz companhia ao padrinho, joga, vê televisão, vê filmes, brinca, dorme, etc.

Depois do jantar vai comigo. Eu vou fazer a minha caminhada e ele vai andar de bicicleta.

Ontem, como é hábito, perguntei-lhe: "Então hoje vais andar com a Bó Fá?"

Resposta pronta: "Vou pois. Mas porquê, estás ansiosa?"

Achei um piadão ao "ansiosa". Ele emprega tão bem estas palavras que afinal não usamos com muita frequencia. Sempre no contexto certo.

Dei-lhe um beijinho e disse-lhe que sim.

Depois de jantar lá fomos. 1 hora. Ele a pedalar e eu a caminhar.

Tem sido assim todos os dias.

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por Fá às 09:50

link do post | Vá...comentem | ver comentários (5) | favorito
|

Terça-feira, 23 de Junho de 2009

O Rafa e a namorada...

 

Pois parece que o Rafa tem uma apaixonada lá na escolinha.

 

- Bó Fá, o mano também tem uma namorada.

- Não tenho nada

- Tens tens, que ela até te deu um beijo na boca

- Mas tens namorada ou não tens namorada? (sim que beijar na boca é coisa séria)

- É maix ou menos (isto dito com um olhar tão traquina)

 

Mais ou menos? Essa é boa. Realmente agora o pessoal não quer compromisso, é mais o "andar" o "curtir". Até o meu Rafa tem uma namorada que é "mais ou menos namorada". Isto está bonito, está...

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por Fá às 11:23

link do post | Vá...comentem | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Será que é?

 

 

Durante o fim de semana, várias foram as vezes em que me queixei do calor "Ai meu Deus, tanto calor", ou "não aguento com tanto calor", etc, etc. Até que o Ruben, na sabedoria dos seu 6 anitos:

 

- Bó Fá, não estejas sempre a falar no calor que é pior.

 

 

E esta hein???

sinto-me:
tags:

publicado por Fá às 11:23

link do post | Vá...comentem | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

A (in)justiça

 

 

Martin versus Alexandra

 

Ambos crianças. Ambos filhos retirados às mães. Ambos criados fora do ambiente familiar.

 

A Alexandra, criada com tanto amor numa familia que a amava incondicionalmente.

A mãe, alcoólica, de vida supeita, etc etc etc...

 

O Martin, filho de uma criança de 13 anos, foi-lhe retirado e mandado para a Instituição "Aboim Ascenção" em Faro, a 300 Kms da mãe biológica.

Agora, há dias, foi pedida pelo tribunal a adopção urgente do Martin.

É certo que a mãe é uma menina apenas, mas tem familia que está com ela nesta luta pelo menino. É normal vê-la acompanhada de irmã, mãe, pai, tios, etc.

 

A Alexandra foi entregue à mãe biológica, apesar de todas as provas de que tal entrega, eventualmente não seria benéfica para a menina tendo em conta que iria sair do país  para uma cultura completamente diferente daquela a que estava habituada e não falar uma palavra de russo. Mas, mesmo assim o colectivo de juizes achou que se deve dar, sempre, primazia à mãe biológica em detrimento de outros. E a Alexandra foi embora.

 

O Martin tem 3 anos. A mãe do Martin tem 15. É uma menina, eu sei. Mas é uma mãe também. Uma mãe que ama o seu filho. Não é rica, é verdade, mas tem condições para proporcionar ao Martin uma vida digna e com muito amor. Qual a razão para "adopção urgente"? Se não lhe querem entregar o Martin, porque não mantê-lo na Instituição (ou noutra até, mais perto da mãe) e esperar até a mãe do Martin seja maior, dona da própria vida e aí sim decidir a vida deles?

 

Porque é que a Justiça tem dois pesos e duas medidas para a mesma situação?

E já nem falo no "caso Esmeralda", que é sempre mais do mesmo.

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por Fá às 15:56

link do post | Vá...comentem | ver comentários (5) | favorito
|

Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

E ontem...

 

 

Estivemos aqui:

 

 

 

                         (Imagem copiada da net)

 

 

Mas comecemos pelo pricipio. Sábado fui buscar os meus tesouros ao fim da tarde, o Ruben tinha uma festa de anos e temos que respeitar a agenda dele. lolol

 

Não vinha lá muito bem disposto (ultimamente anda assim, sempre insatisfeito) mas a promessa de ir no dia seguinte ao Jardim Zoológico animou-o e a coisa compõs-se.

 

Chegar a casa, começar o jantar, dar-lhes banho, acabámos de jantar quase às dez. Mas dias não são dias, não é?

 

Domingo acordámos cedo, eles estavam ansiosos. Almoçámos cedinho, preparei um lanchinho (bendita a hora) e lá fomos.

A viagem foi curta, moro perto, e o Ruben até estranhou "já chegámos?".  Até encontrei um lugar para estacionar logo ali pertinho e tudo.

 

Havia muita gente, muitas crianças e eles queriam tudo. Golfinhos, reptilário, teleférico e combóio.

 

Começámos pelos golfinhos, o espectáculo estava mesmo a começar. Foi muito engraçado, um show muito alegre, com muita música. O Rafa cantava, batia palmas. O Ruben sei que estava a gostar, os olhitos fixos lá em baixo e fazia perguntas, mas é menos expansivo.

No fim do espectáculo os leões vêm cumprimentar o público e o Rafa, que tem medo de tudo que é bicho, peguei logo nele ao colo. O Ruben levou uma beijoca do leão. Mas não gostou nada. Era só baba, um nojo. Palavras dele.

 

E chegou a vez do teleférico. Eu queria ver se me livrava, destesto alturas e andar suspensa lá em cima pior, mas promessa é dívida e tinha prometido ao Ruben que íamos andar no teleférico, teve que ser.

Eu nem percebia o que dizia mas o  Ruben perguntou-me "Bó Fá porque é que estás sempre a dizer ai meu Deus?" ou então "tem coragem Bó Fá, não tenhas medo que isto não cai" ou ainda "tás a ver aquele senhor? vai sózinho e não tem medo". Eu até já me conseguia rir. Nisto o Rafa agarra-se às minhas pernas e diz: "tu não cais Bó Fá, que eu seguro-te".

Finalmente a viagem chegou ao fim, uffffaaa.

Demos uma volta para desanuviar, fomos ao templo dos tigres, ao dos primatas. Duas contruções recentes, muito bonitas. As aves, lindas...tão coloridas. Devo dizer que o nosso Jardim Zoológico evoluiu muito nos últimos anos, a todos os níveis. Os animais estão muito bem tratados e os recintos e jaulas tudo muito limpo.

Havia que visitar o reptilário, o Ruben adora ver as cobras na televisão e mal podia esperar por vê-las ao vivo, e a viagem de combóio.

O Ruben, as decisões são sempre dele, já repararam? senão cai o carmo e a trindade,  decidiu que iamos primeiro andar de combóio, asneira. Havia muita gente, a fila era enorme e quando chegou a nossa vez já não houve tempo de ir ao reptilário. Pronto...bastou para ficar zangado, mas não havia nada a fazer, vamos ter que lá voltar.

 

Com isto tudo chegaram as 19:00 e saímos. Foi uma tarde muito bem passada.

 

Aconselho vivamente. Mas vão cedo. Só a tarde é apertado para ver tudo com calma.

 

 


publicado por Fá às 12:42

link do post | Vá...comentem | ver comentários (6) | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Decisões dificeis

 

Especialmente se nos propomos cumprir essas mesmas decisões. É o que pretendo.

Por questões de saúde, a conselho/ordem da minha médica, na última visita que lhe fiz, preciso perder peso.

Toda a minha vida fui uma pessoa muito activa, frequentava o ginásio, praticava aeróbia e step, etc.

Entretanto um grave problema de saúde obrigou-me a parar. Estive hospitalizada durante muito tempo e fui-me abaixo psicológicamente. Recuperei emocionalmente, e quando o tentei também fazer a nível fisico, a inércia já tinha feito demasiados estragos.

Tentei diversas vezes, exercicio, dietas malucas, produtos, etc. mas sempre sem resultado.

Agora vai ter que ser. Tenho um historial de familia um pouco assustador a nivel cardiaco e de AVCs e a minha médica diz que sou de alto risco. Não querem lá ver que um dia dá-me aqui a "macacoa" e os pézinhos se me arrefecem de vez?

Então comecei por comprar um dos novos produtos, muito em voga actualmente e a beber 1,5 L de água por dia, isto durante um mês inteiro e o resultado foi ZERO.

No principio da semana comecei também a fazer caminhada. Todos os dias à noite caminho cerca de 1 hora, percorrendo uma distancia de cerca de 4 km.

Se com isto tudo não conseguir os meus objectivos vou ter que pensar numa medida drástica.

Eu sei que o ideal seria fazer uma dieta, mas eu já faço uma alimentação muito saudável evitando tudo (ou quase tudo) que se deve evitar.

 

Por isso minhas queridas amigas, se souberem de algum remédio milagroso que ajude este meu esforço a ser recompensado, ficar-vos-ei eternamente grata.

Entretanto por cá vou ficando neste meu esforço hérculeo tentando perder algumas gramas diariamente.

 

 

sinto-me: precisava disto também
tags:

publicado por Fá às 09:42

link do post | Vá...comentem | ver comentários (12) | favorito
|

Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Ainda do Dia da Criança

 

 

Este é o meu Rafa-Aranha particular. O meu tesouro mais "tinininho"

 

 

O meu super herói ficou um mimo.

 

 

 

sinto-me: rica
tags:

publicado por Fá às 08:59

link do post | Vá...comentem | ver comentários (6) | favorito
|

Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Ena tantos!!!!!!!!!

 

 

Pois é...

Só agora vi que o meu humilde cantinho já ultrapassou a fasquia dos 10.000 visitantes.

Muito, mas muito obrigada a todos que aqui passam e têm a pachorra de me ler. É sempre com muito carinho que vos recebo.

Já agora quem foi o visitante nr 10.000? É que 10.000 é um nr muito jeitoso, não acham??? Sou curiosa, prontos...por isso, se você foi o nr 10.000, por favor acuse-se. Quer dizer, não há prémio nem nada do género habitual nestes casos de objectivos alcançados, apenas satisfazer uma curiosidade minha.

z-flores2.gif

 

Estas são para vocês.

 

Obrigada!!!!!!!!!!

 

 

sinto-me: grata

publicado por Fá às 17:47

link do post | Vá...comentem | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.As nossas visitas

free counter
free counter

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds